Não sei você, mas o hábito de ver pessoas próximas consumindo vinhos era algo um tanto distante do meu dia a dia. Na verdade, só depois de começar a viajar é que comecei da dar uma bicadinha aqui outra ali.

Mesmo assim, vinhos pareciam algo complexo demais. Sem contar que algumas vezes eu simplesmente detestava a sensação que ficava na boca, ou mesmo por ser pesado demais para o calor do Brasil, ou muitas vezes eu simplesmente me sentia uma tonta de não entender toda a complexidade de uma degustação.

Um belo dia nos mudamos para a Espanha. Garrafas de vinho foram tomando o lugar da cervejinha nossa de cada semana. Mesmo assim, as escolhas sempre foram na base da tentativa e erro, quase que na sorte. Foi então que comecei a estudar o básico: um pouco de teoria, um monte de perguntas em feiras/lojas e muitas degustações. E neste tempo estudando comecei a notar que nem tudo é super complexo, que nem sempre você precisa pensar na harmonização ou nas notas delicadas, e quase imperceptíveis, de frutas cítricas. Percebi que vinho pode ser uma bebida de happy hour também, simples, sem muitos rituais e muito agradável.

E foi então que decidi compartilhar o que venho aprendendo sobre o mundo dos vinhos e claro, vou relacionar tudo isso ao enoturismo. 

Vale lembrar: Não, não sou sommelier, enóloga ou viticultora. Nem de longe vou tentar passar por expert, mas quero sim dividir algumas “sacadas” que vem me ajudando a me apaixonar mais e mais por este novo mundo e me influenciando inclusive a pensar em novos estilos de viagem.

Aqui embaixo você vai encontrar um índice do que já está disponível e o que vem por aí. Caso você já saiba tudo sobre vinhos, talvez valha a pena dar uma olhada nos destinos de enoturismo.

Red Wine GIF - Find & Share on GIPHY

ÍNDICE DE POSTS