Home » Pra onde? » Roadtrip pelo litoral do Uruguai – dicas práticas

Roadtrip pelo litoral do Uruguai – dicas práticas

Para finalizar os post sobre nossa Road Trip pelo Uruguai vamos falar um pouquinho sobre uma rota que liga 4 cidades e que vale muito a pena visitar. Para quem está indo para Montevidéu o melhor caminho seria passar por La Paloma primeiro seguido por José Ignácio, Punta del Este e por fim Piriápolis, mas fica a critério de cada um.

Mapa da rota de José Ignácio até Montevidéu
Mapa da rota de José Ignácio até Montevidéu

Dessas 4 cidades vamos começar por La Paloma que de cara já nos surpreendeu com a quantidade de campistas que vimos por lá, durante nosso rápido rolê. Já na entrada da cidade é possível encontrar grandes campings que parecem ser muito bem estruturados. A cidade em si parece ser bem pequena e tranquila, mas não conhecemos muito além do farol e do mercado. Nosso objetivo era conhecer o Faro del Cabo de Santa Maria, o qual conhecemos só depois sua trágica história. Depois de um grande naufrágio na região 1868, foi decretada a construção do primeiro farol, que quando estava quase finalizado, desmoronou matando mais 17 pessoas. Após mais essa tragédia, o atual farol foi inaugurado em 1874. Além do valor histórico, o lugar é muito bonito.

Para chegar é só seguir pela Av. El Faro até a Nicolás Solari, a partir daí é só seguir em direção ao mar. Dá pra seguir o Farol.

A próxima parada, a menor cidade porem tão movimentada quanto as outras, José Ignácio está a aproximadamente 162 km de Montevidéu e pelo pouco tempo que passamos na cidade vimos que é um lugar bem calmo, com muitas opções de restaurantes e café. Tudo com muito luxo, assim como todo o restante da cidade. Já havia falado em outro post que esta cidade parece ser uma cidade de “elite”. Um bom lugar para se visitar é o farol, alias os faróis foram sempre o motivo para essas paradas durante nossa road trip. Aqui motivo que nos fez entrar na cidade foi o Faro de José Ignacio e com certeza valeu a pena. A vista é surpreendente e o clima da lugar também é acolhedor.

Seguindo adiante um pouco mais de 50 km e já estamos na orla de Punta del Leste, bom Punta del Este já é bastante conhecida, uma mistura de cidade badalada com luxo, ostentação e o mar. Em Punta o que não falta são atrações e muita arte. Já de chegada passamos por uma ponte diferente de todas que já passamos, uma ponte ondulada. A ponte Leonel Viera fez tanto sucesso e o trânsito foi tão intenso que no ano de 2000 foi inaugurada uma nova ponte idêntica e ao lado da primeira. Continuando em frente caímos direto no monumento famoso de La Mano na praia brava, para variar cheio de turistas. A orla de Punta contorna toda a cidade  portanto passeando pela orla já será possível ver o farol da cidade que ao contrário dos outros esse não fica na praia e sim um pouco afastado junto com as casas pois ele serve para orientar a navegação tanto para quem está no mar e também para quem vem do rio da prata, próximo ao farol também encontra a praça Gran Bretanã e a Iglesia de la Candelaria.

Afastando-se do centro badalado há a famosa Casa Pueblo, bom vamos lá, a casa é bonita, na verdade é uma casa imensa, ainda por cima existe um hotel e tem uma vista do por do sol incrível. Porém,não sei o que houve, mas infelizmente a visita agora é feita apenas no museu que nada mais é uma peça com umas fotos e pertences de artista, a visitação a casa em si não é permitida, nem no pátio da casa, ou seja o que você vê de dentro é o mesmo que se pode ver de fora. Não gastamos nem 10 minutos lá dentro. Ainda sobre o por do sol, parece que quando começa é feito um ritual no café da casa, em que é declamada uma poesia. Como não ficamos para ver, não sabemos ao certo como é, mas soubemos depois que vale a pena.

No nosso destino final nessa rota está a cidade de Piriápolis, o que fazer varia desde se hospedar em um dos hotéis de luxo de frente para o mar na rambla até descer de teleférico do topo do Cerro San Anonio até a marina e voltar, mas tudo isso de frente para o sol se pondo no mar (ou seria rio?). Nós vimos o por do sol do alto desse cerro e é demais. Além disso existe também uma trilha para fazer que é a subida no Cerro Pan de Azúcar (não seriamos nós se não procurássemos uma trilha para fazer), mas chegamos tarde na cidade e não havia tempo suficiente para subir, quem sabe em uma próxima?  A trilha fica a Reserva de Fauna Autóctona que possui uma grande variedade de animais e répteis.

É isso pessoal, falamos bem rapidinho dessas quatro cidades que reforçando, valem muito a pena incluir na sua rota, por serem bem próximas e por terem muitas atrações. Fomos durante o feriado de Carnaval e as cidades estavam muito cheias e existe também um déficit de hospedagem, sentimos na pele em Montevideu, pois levamos umas três horas para achar um quarto quando já estávamos pra dormir no carro. então vale a pena dar uma planejada caso vá fazer essa rota durante um feriado.

A gente te ajuda a procurar um lugar. Acesse o Booking! >>Montevideo<<

O litoral uruguaio - Punta del Leste
O litoral uruguaio – Punta del Leste

 

Sobre Leonardo Pache

Um cara que um dia eu teve um sonho, sair de casa! e depois outro sonho, morar no exterior, viver outra realidade, cultura e costumes, Viver!! Hoje tenho outro sonho, não parar de sonhar. Sou Engenheiro de Computação, trabalho com o desenvolvimento de sistemas, gosto do que faço e me considero bem profissionalmente. Depois de um ano sabático onde realizei um dos meus sonhos comecei a pegar gosto pelas trips, vivenciar o planejamento, traçar as rotas e até a execução do roteiro. Além de viajar fico muito feliz fazendo grandes trilhas, superando limites, me movimentando e sempre vivendo de momentos especiais.

Veja também

Girona - a Muralha

O que fazer em Girona? um bate e volta medieval pertinho de Barcelona

Para que gosta de se sentir imerso em história e adora aquele tipo de arquitetura …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *