Home » França » 3 dias de Paris no inverno – erros e acertos

3 dias de Paris no inverno – erros e acertos

Paris é linda e nunca vai deixar de ser uma boa idéia! O tipo de cidade que você vai mais de uma vez e vai continuar se encantando e encontrando coisas novas. Três dias são suficientes? Para dar uma pincelada, acredito que sim. Mas se você acha que em 3 dias vai ser um expert na cidade, esqueça!
Paris durante a noite
Pq ser tão linda?

Dezembro foi a nossa segunda vez na capital francesa e resolvemos passar a virada de ano na cidade luz. Além da esperada passagem de ano, batemos muita perna e pegamos muita chuva. E aqui vai a dica, se não for uma super tormenta, não deixe que a chuva estrague seus planos. Otimize! Se a previsão é de chuva durante a manhã e sol, ou pelo menos céu aberto a tarde, tente visitar museus e lugares fechados durante esse período de chuva. Mas não cancele!

O inverno tem dessas coisas, chove, pode nevar e é muito frio! Então esteja precavido, inclusive com um guarda-chuva, bom. Compramos um durante um chuvão, que o vendedor jurava ser o melhor. Andei dois metros e ele abriu todo! Ok..ok.. Talvez o investimento deveria ter sido maior. Esse foi um dos nossos erros, mas agora vamos aos lugares que mesmo com chuva não deixamos de ir.

Paris nublada
Um dia gostoso de inverno

Torre Eiffel

O plano era ir bem cedo à torre para poder subir sem tanta gente. O dia amanhceu super, mas super nubado, mesmo assim o plano foi mantido. Pagamos os 25,00 euros cada para subir pelo elevador até o topo, onde inclusive tem um bar onde você pode se deliciar com uma taça de champagne. Perfeito, não? Não! Como eu disse estava super nublado, ficamos mais ou menos 1h esperando a fila toda e pegamos várias garoas enquanto esperávamos. Lá no topo? Um frio e vento insuportáveis e estava muito cedo para o bar abrir (que nesse momento “dava igual”, estava frio demais para pensar em champagne). Do topo? Não vimos nada! Do segundo andar sim, tiramos muitas fotos, mas realmente o frio não permitia um nível de aproveitamente muito grande. Apesar do erro, a experiência de estar lá é d+

Carrossel e Trocadero

Do Trocadero vimos o show de luzes da Torre Eiffel. Se de dia a vista pode ser de tirar o folêgo, durante a noite faltam palavras. Na volta para o hotel, caminhamos em direção à torre e encontramos o carrossel que rende fotos lindíssimas. Mas além das fotos, a vibe alí é sensacional. Dá para perder horas ali, só olhando o movimento e relaxando.

Paris
Match perfeito

Place de la Concorde

Um acerto! Passamo por aqui rapidamente para ir ao Louvre. Ôô lugarzinho fotogênico (ahhh Paris!), lá está a La Grand Roue, a roda gigante de Paris. De lá você pode fazer uma caminhada pelo Jardim de Tuileries, quem sabe parar para um café, e finalmente chegar ao Louvre.

Museu do Louvre

Louvre é sempre um acerto! Mas é gigante né? Passamos 4h lá dentro e obviamente não vimos tudo. Da primeira vez, chegamos no Louvre faltando poucos minutos para fechar. Corremos muito e vimos a Monalisa, só nós dois e mais um casal. Não vimos mais nada, só ela e foi lindo. Dessa vez? Meu Deus, uma tempestade de gente se empurrando para chegar pertinho. Conselho: planeje o que realmente você quer muito ver. Depois das 2 primeiras horas a visita pode se tornar cansativa e você pode aproveitar um pouco menos.

Paris
Place de la Concorde

Jardins de Luxemburgo

Caminhe e relaxe! Mas olhe o horário de funcionamento antes. Nós já conhecíamos, mesmo assim dessa vez chegamos lá e tinha acabado de fechar. Acontece!

Ponte Neuf

Mais um acerto se querer! Os cadeados de amor que antes ficavam na Pont des Arts, agora estão lá. Nós não sabíamos e demos de cara com ela e os cadeados, quando voltávamos da Notre Dame, andando sem muito destino.

Ponte Alexandre III

Para mim a ponte mais linda da cidade! Vale a pena inclusive descer às margens do rio para vê-la de outra perspectiva.

Paris
Pont Neuf

Notre Dame

Meu Deus, que lugar! Tivemos a sorte de entrar durante a missa. Emocionante! Acho que vale a pena, mesmo não sendo católico. A vibe é unica! Mas a bola fora foi tentar subir nas torres sem ter comprado os ingressos antes. Sem gárculas!

Montmartre

Meu lugar em Paris! Pegamos uma chuva gigante e muito vento, e muito sem querer nos abrigamos no nada mais nada menos que o Café des Deux Moulins, sim sim, da Amelie Poulain. Dizem que é sempre cheio, mas juro que estava muito tranquilo de conseguir uma mesa, mesmo com chuva. A chuva passou, o céu abriu e o sol começou a se por lindamente. Batemos muita perna por aquelas ruas, não conseguimos entrar Love Wall. Não sabemos porque, mas estava fechado. Subimos até a Secré Cour e tivemos dessa vez uma vista linda de Paris durante a noite.

Paris
Que tal a Notre Dame?

Arco do Triunfo e Champs-Elysées

Foi o lugar da nossa virada de ano! Aqui vale a pena esticar e caminhar traquilamente, sem o tumulto do ano novo.

Rio Sena

De dia ou à noite, caminhe, tire fotos, explore as margens e se encante!

Esses foram nossos acertos e bola fora em Paris. E você, qual imprevisto de viagem mais te marcou? Conta pra gente!

Paris
Sena! Explore!

 

Sobre Juciara Nepomuceno

Juciara Nepomuceno
Engenheira de Computação por formação, especialista em Qualidade de Software por profissão e uma eterna exploradora por opção. Desde cedo um tanto nômade, mas há um tempinho em Floripa. Duas grandes paixões: viagens e botas de trilha! Prefiro conhecer lugares inusitados aos velhos pontos turísticos.

Veja também

expatriados e sensações

As sensações de um expatriado. Desapego? Será?

Ir embora, sair do país para se aventurar em outra nação, viver um sonho, fazer …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *