Home » Dicas para sua viagem » Organizando o mochilão – o que levar?

Organizando o mochilão – o que levar?

Eaee pessoal?! Como já sabem estamos nos preparando para mais uma aventura. Vamos fazer uma viagem de 20 dias pela Bolívia e Peru, conhecer a famosa cidade Inca de Machu Pichu, o Trem da Morte e outros lugares que serão surpresa, só lendo nossos próximos posts. Quando começamos a montar rota surgiram as perguntas: Quantos dias pegar de férias? O que visitar? Quanto levar? e principalmente O QUE LEVAR?? Todas essas perguntas são bastante pessoais, cada um sabe quantos dias tem disponíveis, quanto de dinheiro dá pra gastar e principalmente o que levar. Como objetivo deste post, vou falar mais especificamente do que vamos levar, levando em consideração relatos e condições climáticas da época que viajaremos, apesar de que a quantidade de roupa pode estar ligada a quantidade de dias de viagem e quantidade de grana que pretende gastar.

Bom vamos lá, nossas mochilas estão levando em conta 20 dias de viagem. Há a necessidade de pouco peso por causa da trilha Inca e vamos deixar algumas coisas para -se precisar- comprar lá. Ou seja vamos com uma grana extra pra comprar o que faltar. Essa preocupação com pouca coisa na mochila vem da ultima experiência no Caminho de Santiago de Compostela, onde sofremos por excesso de peso nas costas. Antes de apresentar nosso checklist gostaria de compartilhar com vocês um pouco dos termos e nomes dos produtos que acabei aprendendo, afinal um casaco não é só um casaco, existem alguns tipos que variam de acordo com o clima e seu peso também importa na hora de montar a mochila, ah e cada 100g conta muito. Dentro das nossa mochilas temos os seguintes acessórios, com nomes menos comuns para quem está começando agora:

Sleeping Bag e Sleeping Mat, são dois acessórios que praticamente se completam, o sleeping bag é o saco de dormir utilizado quando for dormir em lugares com pouca proteção de temperatura, existem diversos tipos e o que diferencia é a temperatura suporta. Para essa viagem escolhemos um saco de dormi que suporta até 0º pois é o recomendado para a trilha Inca durante o mês de Setembro. O sleeping mat ou isolante térmico é uma esteira que se utiliza para dormir sobre, tem função de evitar o contato direto com o chão frio e proporcionar um maior conforto para dormir.

Anorak, é um tipo de casaco mais robusto e utilizado sobre todas as demais vestimentas. Em português é conhecido como casaco Corta-Vento, pois já explica sua função, serve para isolar o vento, alguns até a chuva. Sua função é proteger o corpo do frio causado pelo vento e mantendo a temperatura do corpo estável.

Fleece, é um casaco mais leve e geralmente usado sob o Anorak para aquecer o corpo, em resumo o anorak isola das adversidades do meio ambiente e o fleece aquece mantendo a temperatura do corpo agradável. O princípio é que o anorak é isolante térmico e o fleece evita que o corpo perca calor.

Camisa respirável e Segunda pele, quando se trata de equipamento de caminhada, trilha, esportes outdoor, etc, a tecnologia está presente em tudo. Esses dois acessórios são bem comuns, mas quando se quer economia de espaço é bom utilizar roupas q acabam sendo curinga. Camisa respirável é muito bom ter para grandes caminhadas para que o suor seja facilmente retirado do corpo e assim evitar de andar com uma camisa encharcada durante horas. Devido a tecnologia, sua lavagem e secagem é muito rápida. A segunda pele é ótima para manter o calor do corpo e retirar apenas o suor do corpo. No frio a segunda pele aquece e no calor protege do sol e deixa o corpo quente e seco sempre. Ambos tem pouco peso e tamanho reduzido o que facilita seu transporte.

Calça Bermuda, nesta trip vamos experimentar o uso da calça bermuda, ao invés de ter uma calça para os dias de frio e uma bermuda para o calor essa calça pode quebrar um galhão e devido a praticidade de poder trocar entre calça e bermuda apenas com um zíper. Depois da viagem prometo postar a avaliação.

Walking Boots, botas de trilha, assim como a mochila essas são as melhores companheiras de um mochileiro, então muito cuidado ao escolher. Existem diversos modelos, cano alto, médio e baixo, waterproof (à prova d’água), etc. Para cada tipo de caminhada tem um modelo ideal, para botas acho que o mínimo é que tenha conforto, seja uma marca confiável e não muito pesada. Para essa viagem escolhemos além desses 3 pontos mais o fato de ser impermeável pois na trilha Inca é muito húmido durante os meses que vamos.

Walking Sandals, conhecido também como papete ou sandalhas. Um calçado resistente que pode ser usado nos intervalos das caminhadas para descanso e respiração dos pés. Durante longas caminhadas é indicado que depois de algumas horas troque o calçado fechado por um aberto para diminuir a humidade.

Walking Stick, os bastões de caminhada ajudam para aliviar o peso da mochila e dar equilibrio em terrenos irregulares, nos ajudou bastante durante o Caminho de Santiago nos terrenos alagados e escorregadios, nas subidas e descidas de montanhas e com certeza alivio bastante o peso da mochila.

Alguma das roupas que iremos carregar.
Alguma das roupas que iremos carregar.

Abaixo segue nosso checklist da viagem, existem outras coisas que não foi listado por ser mais pessoal e não ocupar muito espaço. Basicamente em cada bag deve ter:

Equipamento de Trilha
1 Sleeping bag – Saco de dormir apropriado para as temperaturas;
Sleeping mat – Iremos alugar os isolantes térmicos apenas para trilha Inca;
Walking Stick – Iremos verificar a necessidade e se preciso vamos comprar em Cusco;
1 Capa de chuva/Poncho – Utilizaremos o poncho para cobrir a mochila durante a caminhada;
1 par de Botas para trilha
1 Papete – Uma sandalha confortável e que de para utiliza-la durante curto caminho;
Vestuário
2 Calça/Bermuda
2 conjuntos de Segunda pele
3 pares Meias
1 Anorak Casaco Corta-vento
2 Fleece (casaco sob o corta-vento)
3 Camisa respirável
Gorro & luvas & óculos & toalha
Outros
Lanterna de cabeça
Sacos descartáveis
Relógio
Protetor solar
Repelente
Lenços humidecido
Pastilha purificadora de água
Kit primeiros socorros

Acredito que seja só isso e espero ter passado um pouco da nossa experiência. Como disse lá no começo, esse é o nosso checklist e cada um deve montar o seu de acordo com a viagem e suas necessidades. Até o próximo post!! byeee=]

Sobre Leonardo Pache

Um cara que um dia eu teve um sonho, sair de casa! e depois outro sonho, morar no exterior, viver outra realidade, cultura e costumes, Viver!! Hoje tenho outro sonho, não parar de sonhar. Sou Engenheiro de Computação, trabalho com o desenvolvimento de sistemas, gosto do que faço e me considero bem profissionalmente. Depois de um ano sabático onde realizei um dos meus sonhos comecei a pegar gosto pelas trips, vivenciar o planejamento, traçar as rotas e até a execução do roteiro. Além de viajar fico muito feliz fazendo grandes trilhas, superando limites, me movimentando e sempre vivendo de momentos especiais.

Veja também

Huayna Picchu – vale a pena subir após conhecer Machu Picchu?

Já faz um tempo desde que conhecemos a cidade sagrada dos Incas, mas uma coisa …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *